VitaUrbana investe em murais artísticos nas fachadas dos seus empreendimentos

CLE_ Entrada

Apolo Torres e Daniel Menin, artistas plásticos que se destacam na cena de arte urbana, assinam dois projetos da incorporadora na capital paulista  

 

A instalação de painéis artísticos em projetos residenciais é uma das tendências que despontam em empreendimentos lançados e recém-inaugurados em São Paulo. Considerados uma forma de diálogo com o espaço público e uma intervenção na paisagem urbana que traz vida, cor e arte para o cotidiano dos moradores e das pessoas que vivem nas metrópoles, os murais artísticos tornaram-se uma marca dos empreendimentos da incorporadora VitaUrbana, que já conta com obras dos artistas Apolo Torres e Daniel Menin em seus projetos. 

 

Reconhecida por desenvolver projetos de perfil contemporâneo, a Vitaurbana tem como proposta contribuir para a melhoria da cidade, no entorno dos seus empreendimentos. “Criamos projetos onde a arquitetura e a arte se complementam, tornando o bairro mais agradável para quem reside ou circula por lá”, conta André Kovari, um dos sócios da VitaUrbana. “A arte exposta nos nossos projetos é avaliada, estudada e conta com a participação de artistas plásticos diferentes, mas com uma trajetória reconhecida no desenvolvimento de grandes painéis urbanos.” 

 

O Nurban Vila Clementino, novo lançamento da empresa localizado à Rua Diogo de Faria 488, em São Paulo, é um dos empreendimentos que já nasce com essa proposta. A incorporadora decidiu transformar uma das fachadas do edifício em uma verdadeira vitrine vinculada ao Pop Art. O artista Daniel Menin, um dos precursores deste movimento artístico no Brasil, é quem assinará o mural.  

 

A obra em grafite, de 20 metros de altura e 04 metros de largura, será uma representação feminina, sempre presente nos trabalhos do artista, e terá um “Q” de Marylin Monroe, com elementos que remetem às décadas de 1950 e 1960, em uma sobreposição de várias imagens para dar a ideia de uma arte abstrata.

 

“O objetivo era desenvolver uma fachada que fosse vista como um cartão postal para o bairro e para a cidade – considerando que o eixo no qual a Vila Clementino está inserida é icônico, tem uma representativa cena cultural, com diversos museus, como o MAM – Museu de Arte Moderna e a Cinemateca Brasileira, além de ter sediado parte do maior corredor de grafiti a céu aberto da América Latina, na Avenida 23 de Maio”, conta Fernando Mendes, head de marketing da VitaUrbana, que acompanhou todo o processo de criação e desenvolvimento do projeto. “O Daniel Menin captou rapidamente o desafio e traduziu neste mural o perfil de um bairro conectado à arte e à cultura”, destaca Mendes. “O empreendimento está sendo lançado nesse mês de março, e o grau de aceitação da proposta foi surpreendente, a começar pela própria equipe da Vitaurbana, que abraçou a ideia desde o primeiro momento”, acrescenta.

 

Outro empreendimento que também traz um mural artístico é o Nurban Pinheiros, localizado à rua Alves Guimarães, no bairro de Pinheiros. Entregue em setembro de 2022, o edifício traz uma obra do famoso muralista Apolo Torres, que retrata pessoas caminhando de bike e patinete. O conceito da obra é destacar os aspectos que caracterizam a cidade e o público da incorporadora: a diversidade, a valorização do transporte público e dos meios alternativos de locomoção e o espírito alegre e descontraído.

 

Com um estilo que mescla pintura clássica, arte contemporânea e street art para retratar cenas cotidianas, Apolo Torres leva vida a importantes áreas urbanas por meio de seus murais. Por isso, o artista foi escolhido para participar deste projeto da VitaUrbana, cuja atuação também buscar revitalizar o espaço urbano, sempre em sintonia com o perfil de cada bairro.

 

“Queremos entregar um legado para a cidade”, conta Kovari, ao destacar que a incorporadora pretende ir além da construção de um empreendimento. “Entendemos que arquitetura e arte tem uma grande sinergia e, ao incorporar arte nos empreendimentos, estamos valorizando não apenas os nossos prédios, mas principalmente contribuindo para a formação de um acervo artístico.”

 

Para o futuro empreendimento, que será lançado no Campo Belo, a incorporadora contratou o artista Marcelo Eco para representação de um mural no hall de entrada, que estará inserido em uma praça que integra o espaço público ao privado. 

 

“O objetivo da VitaUrbana é ampliar ainda mais as possibilidades de aplicação de arte nos projetos, promovendo intervenções urbanas que possam conectar a linguagem arquitetônica de nossos empreendimentos aos bairros e à cidade”, conta Kovari, sócio da VitaUrbana. “Nesse sentido, estamos cada vez mais buscando formas de expressar, em nossas fachadas, elementos que estejam presentes e façam parte da história das cidades”, completa.

 

Sobre a VitaUrbana

Fundada em 2017, a VitaUrbana é uma incorporadora que nasceu da vontade de seus cinco sócios de construir imóveis compactos, funcionais, atraentes, nos bairros mais desejados de São Paulo (SP), a preços bastante acessíveis, para um público jovem e adulto, que privilegia a mobilidade e o bem-estar.  A inteligência aplicada ao negócio da VitaUrbana tem permitido à incorporadora oferecer imóveis cujo custo do metro quadrado situa-se bem abaixo da média de mercado. Com a entrega do Nurban, a empresa iniciou o seu ciclo de realizações com outros quatro lançamentos nos bairros de Vila Mariana, Vila Madalena, Santa Cecília e Vila Clementino, e projeta outros dez projetos até 2025, com um VGV estimado de R$ 523,8 milhões.  

 

Informações à imprensa VitaUrbana:

GPCOM Comunicação Corporativa 

Murillo Senne – murillo@gpcom.com.br (11) 98223-9260 

Débora Ferreira – deboraferreira@gpcom.com.br (11) 98205-4797 

(11) 3129-5158

ASSINE NOSSA NEWSLETTER!

0
Would love your thoughts, please comment.x