Fachada de prédios novos com espaços comerciais são destaque na VitaUrbana

_MG_6820-Editar (1)

Projetos da Linha Nurban, lançados em bairros como Vila Madalena, Vila Mariana e Santa Cecília, oferecem espaços para ocupação de lojas, restaurantes e cafés, entre outras opções, e contribuem para integrar o empreendimento ao espaço público e valorizam o local 

Incorporadora que se destaca por desenvolver projetos nos bairros mais desejados para se morar, a VitaUrbana traz o conceito de fachada ativa – que oferece espaço para instalação de lojas comerciais e de serviços – nos seus empreendimentos da linha Nurban, em fase de construção e lançamento nos bairros da Vila Madalena, Vila Mariana e Santa Cecília. 

O Nurban Santa Cecília, lançado recentemente, já comercializou as quatro lojas disponíveis. O Nurban Vila Madalena terá duas, uma delas já comercializada. O Nurban Vila Mariana, em fase de obras, terá uma loja, e o Nurban Pinheiros, inaugurado neste ano, tem uma loja em fase de comercialização. 

Alinhadas à tendência das pessoas de buscarem cada vez mais serviços e comércio próximos do local de moradia, as fachadas ativas dos empreendimentos Nurban trazem não só praticidade e conveniência, com a oferta de lojas, mas também contribuem para revitalizar o espaço urbano.

Voltados ao público jovem e adulto que privilegia a utilização de transporte urbano e, consequentemente, a proximidade com estações de metrô, os projetos da VitaUrbana não possuem garagem, o que permite um melhor aproveitamento da fachada. 

“A instalação de ambientes comerciais nas áreas térreas dos empreendimentos, é uma forma de aproveitar melhor o espaço urbano, ampliar a movimentação de pedestres e contribuir para a segurança do entorno e do bairro. São fatores que tornam o local mais ativo e atraente”, afirma Juan Galan, sócio da VitaUrbana, ao destacar que as fachadas ativas valorizam não apenas o edifício, mas também o espaço público.

O sócio da Vitaurbana observa que os empreendimentos com fachada ativa são especialmente interessantes em áreas nas quais os projetos podem contribuir para promover a interação entre os espaços público e privado, como ocorre no bairro da Vila Mariana. “Em bairros nos quais o espaço público precisa ser revitalizado, a fachada ativa contribui para essa dinamização do local.”

De acordo com o SECOVI, em 2021, dos 931 lançamentos imobiliários residenciais na capital paulista, 137 deles, ou 15% do total, fizeram uso da fachada ativa.

Esses projetos estão crescendo paulatinamente em diversos bairros, o que reflete, não apenas a publicação do Plano Diretor Estratégico de São Paulo, aprovado em 2014, que prevê a construção deste tipo de empreendimento, como também a adesão do consumidor, que tem se mostrado receptivo.

“A revisão do plano diretor foi muito positiva para os projetos com fachada ativa. Eles vêm ganhando força por evitarem a multiplicação de fachadas fechadas, por oferecerem serviços que beneficiam os moradores dos empreendimentos e as pessoas que passam pelo local, assim como por ampliarem a segurança do entorno”, destaca Galan. 

Para a VitaUrbana, a criação de fachadas ativas está alinhada ao compromisso de desenvolver projetos que contribuem para a melhor qualidade de vida dos moradores e da cidade, estimulando o comércio e serviços, dando maior utilidade ao espaço e trazendo conveniência, com serviços e comércio que irão atender os moradores do empreendimento. 

Além de ser parte do conceito da incorporadora de oferecer conveniência aos moradores, a instalação de fachadas ativas se beneficia dos incentivos previstos para a abertura desses pontos comerciais em empreendimentos enquadrados nas Habitações de Interesse Social (HIS). “Há uma conjunção de pontos positivos, que favorecem tanto os moradores, o público do bairro, quanto a própria incorporadora”, conclui Galan.

Perfil dos empreendimentos da VitaUrbana

Imóveis funcionais, atraentes, com personalidade e que garantem a integração com a cidade, em regiões e localizações estratégicas, próximas aos modais de transporte público, com unidades de 25² a 35m² de área construída, compõem o portfólio da VitaUrbana. O grande diferencial dos imóveis da companhia é desenvolver projetos que visam estimular a colaboração, a conexão e a integração com a comunidade, para um público que valoriza a mobilidade e a diversidade, e deseja usufruir do melhor que a cidade pode oferecer.

Fundada por cinco sócios, a incorporadora traduz o atual estilo de viver, que privilegia a mobilidade, com uma localização próxima a estações de metrô e em bairros com grande oferta de serviços e lazer; favorece a convivência e a conexão, com a oferta de espaços de compartilhamento inteligentes, incluindo coworking e outras atividades, além de serem projetos com estética contemporânea.

Por outro lado, a inteligência aplicada ao negócio tem garantido custos por metro quadrado abaixo da média de mercado. “A forma como os projetos são desenhados e os terrenos são aproveitados nos permitem oferecer uma equação bastante competitiva”, observa o sócio da Vitaurbana.

Com dois empreendimentos concluídos, a VitaUrbana lançou recentemente o Nurban Santa Cecília e está dando início à construção do Nurban Vila Mariana e do Nurban Vila Madalena, prevendo cinco lançamentos em 2023 e outros quatro em 2025. Desta forma, totalizará 12 projetos, com um VGV estimado de R$ 523,8 milhões.  

 
Sobre a VitaUrbana

Fundada em 2017, a VitaUrbana é uma incorporadora que nasceu da vontade de seus cinco sócios de construir imóveis compactos, funcionais, atraentes, nos bairros mais desejados de São Paulo (SP), a preços bastante acessíveis, para um público jovem e adulto, que privilegia a mobilidade e o bem-estar.  A inteligência aplicada ao negócio da VitaUrbana tem permitido à incorporadora oferecer imóveis cujo custo do metro quadrado situa-se bem abaixo da média de mercado. Com a entrega do Nurban, a empresa inicia o seu ciclo de realizações com outros três lançamentos nos bairros de Vila Mariana, Vila Madalena e Santa Cecília, e projeta outros dez projetos até 2025, com um VGV estimado de R$ 523,8 milhões.  

 

Informações à imprensa VitaUrbana:

GPCOM Comunicação Corporativa 

Murillo Senne – murillo@gpcom.com.br (11) 98223-9260 

Débora Ferreira – deboraferreira@gpcom.com.br (11) 98205-4797 

(11) 3129-5158

ASSINE NOSSA NEWSLETTER!

0
Would love your thoughts, please comment.x